Saúde

Inteligência artificial pode ser usada para diagnóstico precoce de doenças

Pesquisadores do hospital John Radcliffe, em Oxford, no Reino Unido, desenvolveram uma inteligência artificial capaz de fazer diagnóstico a partir de exames para doenças cardíacas e câncer de pulmão.  O sistema pode detectar precocemente o que os olhos humanos não vêem e com mais precisão.

A tecnologia para problemas no coração já estará disponível no sistema público de saúde britânico (NHS) no fim do primeiro semestre de 2018. Para o governo, o sistema pode reduzir em 50% os 2,2 bilhões de libras (9,8 bilhões de reais) gastos anualmente com serviços de análises de patologias. No Brasil, não há previsão para a adoção desta tecnologia.