Saúde

Estudo verifica que medicamento para tratar malária pode proteger fetos contra a zika

Uma pesquisa da Escola de Medicina da Universidade de Washington descobriu que remédio usado para tratar malária pode ser a saída para proteger bebês da Zika e evitar a microcefalia e outras doenças decorrentes do vírus. O estudo verificou que o remédio, que já existe e já está aprovado para uso em gestantes, a hidroxicloroquina, protegeu fetos contra o vírus da Zika.

A pesquisa, realizada em camundongos, verificou que a ação da hidroxicloroquina inibiu a passagem do vírus pela placenta.  Essa pode ser a solução para proteger o feto da ação do zika vírus e evitar doenças relacionadas a ele, como a microcefalia. Os pesquisadores alertam que ainda é preciso estudos aprofundados para saber se a droga realmente será segura para gestante e eficaz. As pesquisas continuam.